Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

"Energy 2050" Consumo de eletricidade e emissões de CO2 caem na Suíça

O consumo de eletricidade e as emissões de dióxido de carbono caíram nos últimos anos, no entanto, medidas adicionais serão necessárias para atingir os objetivos de longo prazo estabelecidos na estratégia energética de 2050, de acordo com um relatório do governo.

Electricity lines and wind energy in canton Valais

A estratégia de energia do governo suíço para 2050 visa promover a energia renovável, a proibição de novas usinas nucleares e o menor consumo de energia

(Keystone)

Em maio de 2017, 58% dos eleitores suíços endossaram o programa de energia do governo para 2050. Uma nova lei de energia entrou em vigor no início de 2018, com o objetivo de promover a energia renovável, a proibição de novas usinas nucleares e o menor consumo de energia.

O primeiro relatório do Departamento Federal de Energia sobre a estratégia de 2050, publicado na terça-feira (20), disse no final de 2017 que as metas de curto prazo estavam no caminho certo. O consumo de energia caiu 15,7% em relação a 2000, atingindo a meta de 2020 de 16%. O consumo de eletricidade também caiu 5% nos últimos 17 anos, disse o departamento.

A eletricidade produzida a partir de energias renováveis - excluindo energia hidrelétrica - subiu para 3.653 GWh em 2017, ou 6,4% do total; a meta nacional é de 4.400 GWh até 2020. A eletricidade produzida pelas inúmeras barragens e outras fontes hidrelétricas da Suíça totalizou 35.878 GWh em 2017. Mais de um quarto da meta para 2035 foi atingida.

O relatório disse que as fontes de energia da Suíça se tornaram mais diversificadas, com um aumento nas energias renováveis, como a energia solar, que mais cresceu desde 2010. Cerca de 62% da eletricidade consumida na Suíça vem de fontes renováveis. A energia hidrelétrica é a maior fonte (56%).

O relatório do departamento de energia disse que as emissões de CO2 caíram para 4,4 toneladas de CO2 per capita em 2016. Mas a meta de CO2 de 1-1,5 toneladas até 2050 ainda está longe. A maioria das emissões de CO2 na Suíça resulta do transporte, principalmente do tráfego rodoviário. Neste inverno, o parlamento deve reexaminar a lei para reduzir ainda mais os gases de efeito estufa na Suíça.

Um relatório do Departamento Federal do Meio Ambiente publicado em setembro revelou que, apesar das melhorias nos últimos 20 anos, a pegada ambiental da Suíça ainda é mais de três vezes maior do que o planeta pode sustentar a longo prazo. Embora o progresso tenha sido feito para reduzir o impacto internamente por meio do uso de tecnologia e de novas leis, a parcela do impacto causado no exterior aumentou consideravelmente. Em 2015, três quartos do impacto ambiental da Suíça foram gerados no exterior, observou o estudo.


swissinfo.ch/fh

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.