Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

150 anos de turismo de inverno na Suíça Neve, sol e estrelas

Há 150 ano, os Alpes nevados ainda eram desconhecidos e inexplorados. Descobriu-se então o efeito curativo do bom ar seco da montanha no inverno. Os tuberculosos vinham se repousar e, quando retomavam suas forças, voltavam para um prazer que haviam conhecido. Assim surgiu o turismo de inverno.

O papel de pioneiro dos esportes de inverno vem das estações termais de Saint-Moritz e Davos, no cantão dos Grisões, não somente para a Suíça, mas universalmente. Os britânicos foram os primeiros conquistados, mas também os alemães. Construíram-se as primeiras pistas de patinação e hotéis luxuosos. Depois apareceram as muito populares corridas de cavalo na neve e no gelo. Enfim surgiu o esqui. Se a Suíça continua o “máximo” em esportes de inverno, é também devido sua situação geográfica e de suas paisagens alpinas. Basta pensar no Piz Bernina, no Eiger, no Mönsch e na Jungfrau, ou ainda no Cervino.

O universo da montanha mudou muito nesses anos: ruas, teleféricos e residências secundárias surgiram. O turismo mudou a natureza dos Alpes. Mas a luz é a mesma, o ar puro, a neve fresca, mesmo se ela é cada vez mais produzida artificialmente hoje.

O livro „Schnee, Sonne und Stars“ foi publicado em 2014 pelas Edições Neue Zürcher Zeitung.

(Fotos: Editions NZZ; texto: Gaby Ochsenbein, swissinfo.ch) 

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.