A Suíça compra acesso ao potencial medicamento de tratamento para o Covid-19

O medicamento também poderia ser administrado a grupos de risco e pessoas que trabalham no setor de saúde, afirmam as autoridades. Keystone / Alessandro Crinari

O governo suíço assinou um acordo com uma empresa de Zurique para ter acesso prioritário ao medicamento atualmente desenvolvido para tratar casos graves de Covid-19.

Este conteúdo foi publicado em 11. agosto 2020 - 09:42
Keystone-SDA/dos

O acordo firmado com a empresa Molecular Partners dá à Suíça acesso às primeiras 200 mil doses do medicamento, bem como até três milhões de doses adicionais quando solicitadas, anunciou na terça-feira o Departamento Federal de Saúde Pública (FOPH). O valor foi de alguns milhões de francos, informou a agência de notícias Keystone-SDA.

O agente imunoterápico, atualmente em desenvolvimento, é "comparável a misturas de terapias com anticorpos usadas para neutralizar o vírus", escreveu a FOPH. Se aprovado, seria usado principalmente para tratar pessoas já infectadas com Covid-19, embora também pudesse ser administrado a grupos de risco como profilático.

Os testes clínicos do medicamento estão planejados para ocorrer a partir de outono de 2020.

O acordo é outra parte da estratégia anti-coronavírus do governo, que também destinou 300 milhões de francos (329 milhões de dólares) para a aquisição de uma vacina. Na semana passada também anunciou a pré-compra de até 4,5 milhões de doses de um medicamento que está sendo atualmente desenvolvido pela farmacêutica americana Moderna.

Partilhar este artigo