Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A presidente Dilma Rousseff, em Nova York, no dia 29 de junho de 2015

(afp_tickers)

A presidente Dilma Rousseff deu por encerrado o escândalo de 2013 envolvendo a espionagem americana, e assegurou que acredita nas garantias que o presidente Barack Obama deu a a respeito das mudanças em sua política de segurança. "Eu acredito no presidente Obama", afirmou.

"Ele me disse que, quando precisar de alguma informação sobre o Brasil, vai telefonar para mim. Tenho certeza de que as condições passaram a ser diferentes agora", afirmou Dilma em coletiva conjunta na Casa Branca.

AFP