Navigation

'Volte para sua casa', tuíta prefeito de Manaus em recado para Pence

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, visita refugiados venezuelanos em centro de acolhida em Manaus, em 27 de junho de 2018 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 27. junho 2018 - 23:24
(AFP)

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, não recebeu o vice-presidente americano, Mike Pence, nesta quarta-feira (27), durante sua viagem à capital amazônica, onde visitou um centro de acolhida para refugiados venezuelanos.

"Respeite a soberania do meu país e o brio do povo amazonense. Não aceito a intervenção militar, nem por brincadeira. Por favor, volte para sua casa", tuitou o prefeito, dirigente histórico do PSDB.

O Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur) "reconheceu o trabalho de acolhimento aos venezuelanos feito por Manaus. Não tente me ensinar a ser solidário. Os mexicanos podem falar sobre o tratamento que o seu país dá a eles", acrescentou;

O site da Prefeitura de Manaus explicou que Virgílio Neto "manifestou preocupação com a presença do grande aparato militar que acompanha a comitiva americana"

"Destacou ainda o trabalho humanitário com os imigrantes venezuelanos feito pela cidade, em comparação ao que vem sendo feito pelo governo norte-americano com os imigrantes mexicanos", de acordo com a página oficial.

Na terça-feira, Virgílio Neto já havia adiantado que não receberia Pence devido às exigências impostas pelo protocolo de segurança da delegação americana, que obrigava as autoridades locais a esperar duas horas no aeroporto antes da chegada do vice-presidente.

Pence viajou acompanhado de sua esposa, Karen, mas o prefeito não poderia estar com sua esposa, Elisabeth Valeiko Ribeiro, que preside o Fundo Manaus Solidário, responsável pela acolhida dos cidadãos venezuelanos.

"Eu fico desde 9h, ele chega 10h40 para ver como é que nós estamos tratando os venezuelanos (...) Ele quer ver sozinho e mais: vem a mulher dele e não quer que eu leve a minha. Eu não perco nada não vendo o vice-presidente Pence. E ele não perde nada não me vendo, então é um zero a zero bacana e está tudo resolvido", afirmou Virgílio Neto, citado pelo jornal Folha de S.Paulo.

Pence e sua esposa visitaram o Centro de Acolhida Santa Catarina para refugiados venezuelanos em Manaus, onde conversaram com algumas famílias e rezaram por seu bem-estar.

O vice-presidente sobrevoou a zona franca de Manaus e a Floresta Amazônica antes de ir a Quito.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.