Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O The Wall Street Journal declarou na noite desta terça-feira que foi vítima de um ataque cibernético reivindicado no Twitter por um hacker que colocou à venda as senhas de acesso ao servidor do jornal econômico americano

(afp_tickers)

O The Wall Street Journal declarou na noite desta terça-feira que foi vítima de um ataque cibernético reivindicado no Twitter por um hacker que colocou à venda as senhas de acesso ao servidor do jornal econômico americano.

Em sua edição digital, o jornal de negócios, que forma parte do mesmo grupo que a agência de notícias financeiras Dow Jones Newswire, indica que seu serviço de infografia foi hackeado por terceiros, embora tenha afirmado que nenhum dano foi constatado até agora.

"Neste momento, não vemos nenhuma prova de algum impacto nos clientes da Dow Jones ou na informação pessoal dos clientes", afirmou um porta-voz do jornal, citado no artigo.

Também não foi encontrada nenhuma alteração nas infografias, mas o sistema ainda está em processo de revisão, afirma o jornal, acrescentando que vários equipamentos foram colocados off-line com o objetivo de isolar os ataques.

O The Wall Street Journal disse ter descoberto esta intrusão informática após sua reivindicação no Twitter por um hacker que oferecia, mediante pagamento, informação de clientes, mas também os dados para ter acesso ao servidor do jornal.

AFP