Navigation

Abdullah Abdullah rejeitará resultados do segundo turno de eleição afegã

Abdullah Abdullah (c) venceu o primeiro turno com 45% dos votos, contra 31,6% de seu adversário Ashraf Ghani. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 30. junho 2014 - 12:41
(AFP)

O candidato à presidência afegã Abdullah Abdullah rejeitará os resultados preliminares do segundo turno que serão anunciados na quarta-feira, indicaram nesta segunda-feira em Cabul pessoas próximas ao político.

A decisão de Abdullah Abdullah aumenta os temores de um confronto com seu adversário Ashraf Ghani, cujos colaboradores não duvidam de sua vitória.

Um dia após o segundo turno, realizado no dia 14 de junho, Abdullah denunciou fraudes em benefício do seu rival.

"Não temos mais confiança na comissão eleitoral e em seus funcionários. O que anunciarem será ilegal", declarou à AFP Javed Faisal, um porta-voz do campanha eleitoral de Abdullah.

Abdullah Abdullah venceu o primeiro turno com 45% dos votos, contra 31,6% de Ashraf Ghani.

A comissão eleitoral deve publicar os resultados preliminares na quarta-feira e no dia 22 de julho divulgará os resultados definitivos.

Os principais colaboradores de Ghani se mostravam, por sua vez, confiantes no resultado.

"A comissão eleitoral anunciará o resultado ao término de uma contagem meticulosa e sob a observação da comunidade internacional", declarou à AFP Daud Sultanzoy, porta-voz de Ghani.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?