Navigation

América Latina e Caribe têm mais de 25.000 mortes pelo coronavírus (AFP)

Indígenas da comunidade Parque das Tribos se abraçam no funeral do cacique Messias, de 53 anos, da tribo Kokama, vítima do novo coronavírus, em Manaus, 14 de maio de 2020 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 15. maio 2020 - 00:21
(AFP)

A América Latina e o Caribe registraram nesta quinta-feira (14) mais de 25.000 mortes pelo novo coronavírus, que infectou pelo menos 448.000 pessoas na região, segundo um balanço da AFP, elaborado com dados oficiais.

No total, a região registrou nesta quinta às 20h de Brasília (23h GMT) 25.367 mortos e 448.081 contágios.

No mundo, mais de 300.000 pessoas morreram e mais de 4,4 milhões se contagiaram pelo novo coronavírus, que surgiu na China no fim de 2019. Mais de 1,5 milhão se curaram.

O Brasil é o país mais afetado da região, com 13.993 mortos e 202.918 contágios.

O segundo da lista é o México, com 4.220 mortos e 40.186 casos.

No Equador, onde as autoridades fizeram várias revisões nos números oficiais, as mortes chegaram a 2.338, de 30.502 pessoas contagiadas. O Peru, enquanto isso, somava 2.267 mortes de 80.604 contágios.

As autoridades dos diferentes países da região consideram que pelo menos 169.636 pessoas contagiadas pela COVID-19 se curaram.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.