Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(8 jul) Militante separatista é entrevistado após um ataque aéreo à cidade ucraniana de Donetsk

(afp_tickers)

A Otan se declarou preocupada com a sofisticação das armas usadas pelos separatistas pró-russos no leste da Ucrânia, no dia seguinte à queda de um avião malaio supostamente derrubado por um míssil na região.

"Constatamos que a Rússia continue permitindo a passagem pela fronteira de mercenários e armas pesadas", afirmou uma fonte da Otan.

A fonte indicou que dois aviões de vigilância do tipo AWACS da Otan patrulhavam no espaço aéreo da Polônia e da Romênia quando o avião malaio caiu com 298 pessoas a bordo.

Os dados recolhidos por estes aviões estão sendo analisados, e as a Otan espera que, apesar da distância nas rotas aéreas dos AWACS e a do avião da Malaysia Airlines, o incidente tenha sido registrado.

AFP