Navigation

AstraZeneca se associa a laboratório alemão para produzir mais vacinas para a Europa

Frasco da vacina anticovid da AstraZeneca-Oxford afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 10. fevereiro 2021 - 14:51
(AFP)

O grupo farmacêutico britânico AstraZeneca anunciou nesta quarta-feira(10) uma associação com o laboratório alemão IDT Biologika para produzir mais vacinas contra a covid-19 para a Europa a partir do segundo trimestre deste ano.

Os dois laboratórios estão "analisando as possibilidades de acelerar a produção da vacina da AstraZeneca" para os países europeus nos próximos meses, informou o grupo em nota.

O anúncio surge em meio a uma onda de críticas à AstraZeneca, que desenvolveu sua vacina anticovid-19 com cientistas da Universidade de Oxford, por atrasos nas entregas à UE, causando tensões entre Bruxelas e Londres.

O grupo britânico anunciou nesta quarta-feira que em 5 de fevereiro começou a embarcar as primeiras de 17 milhões de doses a serem entregues à UE nas próximas semanas, seguidas por mais entregas em março.

No entanto, o laboratório pretende acelerar o ritmo de produção por meio dessa parceria com a fabricante alemã "para impulsionar uma vacinação imediata na Europa".

O acordo prevê em uma segunda etapa aumentar a capacidade de uma fábrica na Alemanha para produzir milhões de doses por mês até o fim de 2022.

O investimento, cujos detalhes ainda não foram divulgados, deve permitir a produção de outras vacinas do mesmo tipo da AstraZeneca e tornar o laboratório alemão um dos maiores fabricantes da Europa.

"Este acordo ajudará muito a Europa a aumentar sua própria capacidade de produção de vacinas, ajudando a enfrentar os desafios atuais da pandemia e garantir uma oferta estratégica no futuro", disse Pascal Soriot, CEO da AstraZeneca, citado no comunicado.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?