Navigation

Aumenta para 16 número de mortos em distúrbios na Venezuela

Polícia de choque reprime manifestantes na Venezuela em protesto contra presidente Nicolás Maduro, em 23 de janeiro de 2019, em Caracas. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 24. janeiro 2019 - 00:05
(AFP)

Os distúrbios ocorridos entre a noite desta quarta-feira e a madrugada de hoje na Venezuela, elevaram as mortes para 16 e os detidos para 200 nos últimos três dias de protestos contra o governo, segundo grupos humanitários.

As mortes, principalmente por armas de fogo, ocorreram em Caracas e nos estados de Táchira, Barinas, Amazonas, Bolívar e Portuguesa, informou à AFP ao Observatório Venezuelano de Conflito Social (OVCS), crítico do governo de Nicolás Maduro.

Durante os últimos três dias de protestos, a ONG de direitos humanos Foro Penal registrou 218 prisões, a maioria delas (175) durante as manifestações de quarta-feira.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.