Navigation

Bolsonaro indica advogado Ricardo Salles para Ministério do Meio Ambiente

Imagem cedida pelo Governo do Estado de São Paulo do advogado Ricardo de Aquino Salles em 19 de julho de 2016 em São Paulo afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 09. dezembro 2018 - 19:09
(AFP)

O presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, nomeou o advogado Ricardo Salles como futuro ministro do Meio Ambiente. Salles foi secretário de Meio Ambiente do estado de São Paulo no governo de Geraldo Alckimin.

"Comunico a indicação do Sr. Ricardo de Aquino Salles para estar à frente do futuro Ministério do Meio Ambiente", escreveu Bolsonaro em sua conta do Twitter.

Advogado e presidente do movimento liberal "Endireita Brasil", Salles foi secretário do Meio Ambiente do estado de São Paulo entre 2016 e 2017, quando teve uma saída conturbada.

Durante sua gestão, o Ministério Público o acusou de ter fraudado as propostas do plano de manejo da Área de Proteção Ambiental (APA) do Tietê para favorecer empresas privadas, informou então a imprensa local.

Salles, de 43 anos, sempre negou as acusações e ainda não recebeu sentença pelo caso, mas acabou deixando o cargo em agosto de 2107 - pouco mais de um ano após sua chegada, por motivos políticos.

Filiado ao partido liberal Novo, o futuro ministro candidatou-se a deputado federal nas eleições de outubro, mas não foi eleito.

A escolha do titular do Meio Ambiente foi uma das mais esperadas do novo governo, devido às relações tensas de Bolsonaro, um cético da mudança climática, com o setor ambiental.

O presidente eleito chegou a anunciar sua vontade de fundir os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente, mas voltou atrás após receber uma onda de críticas por parte de ambientalistas e até mesmo do setor do agronegócio.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.