Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Ucranianos apagam fogo depois que prédio foi destruído em confrontos entre forças de segurança e militantes pró-russos em Lugansk, em 20 de julho de 2014

(afp_tickers)

A região da estação ferroviária do reduto separatista pró-russo de Donetsk, no leste da Ucrânia, era alvo nesta segunda-feira de intensos bombardeios de artilharia, indicou um repórter da AFP.

As forças separatistas isolaram as ruas da região, abandonada pelos habitantes em micro-ônibus ou a pé.

so-del/ec/js/meb/ma

A região da estação ferroviária do reduto separatista pró-russo de Donetsk, no leste da Ucrânia, era alvo nesta segunda-feira de intensos bombardeios de artilharia, indicou um repórter da AFP.

As forças separatistas isolaram as ruas da região, abandonada pelos habitantes em micro-ônibus ou a pé.

O leste da Ucrânia vive há mais de três meses um conflito armado entre os separatistas pró-russos e as autoridades de Kiev, que acusam Moscou de apoiar os insurgentes.

A administração municipal indicou que um supermercado próximo à estação ferroviária foi incendiado e que um edifício de nove andares também foi atingido pelos disparos.

Além disso, fez um apelo aos vizinhos das estação, pedindo que não saíssem de suas casas.

A prefeitura indicou também que, segundo os vizinhos, as forças ucranianas entraram em Avdivka, cidade de 35.000 habitantes na periferia norte de Donetsk.

AFP