Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Soldados israelenses treinam próximo à fronteira com a Faixa de Gaza.

(afp_tickers)

O braço militar do Hamas afirmou na madrugada deste sábado que não possui informações sobre o soldado israelense considerado desaparecido na sexta-feira perto de Rafah, no sul da Faixa de Gaza.

"As Brigadas Ezzedine al-Qassam não têm informações sobre esse soldado. Nós perdemos contato com um de nossos grupos de combatentes que luta no setor onde desapareceu o soldado e é possível que nossos combatentes, assim como esse soldado, tenham sido mortos", acrescentou o grupo no comunicado.

A nota das Brigadas é a primeira reação oficial do braço armado do Hamas desde o desaparecimento, na manhã de sexta-feira, do subtenente Hadar Goldin, 23 anos, na região de Rafah.

As Brigadas Ezzedine al-Qassam informaram ainda que o confronto no setor de Rafah ocorreu às 07H00 local de sexta-feira, uma hora antes da entrada em vigor da trégua humanitária.

Segundo o Exército israelense, soldados envolvidos na destruição de um túnel do Hamas na região de Rafah foram atacados por "terroristas" por volta das 09H30, após o início da trégua humanitária.

No confronto, um suicida detonou os explosivos que carregava junto ao corpo, matando dois soldados, e os "primeiros elementos indicam" que também ocorreu o sequestro do suboficial, segundo o porta-voz militar Peter Lerner.

AFP