Cerca de 400 venezuelanos protestaram neste sábado no centro de Madri, para expressar seu repúdio ao governo de Nicolás Maduro, constatou a AFP.

Os manifestantes, alguns procedentes de outras cidades espanholas como Sevilha, Murcia e Alicante, se reuniram na praça de Callao com lemas como "Basta de ditadura, de repressão, de vítimas" ou "Fora Maduro, eleições já", em referência ao polêmico projeto do presidente de convocar uma Assembleia Constituinte.

Os manifestantes foram convocados por 32 organizações e partidos opositores integrados na coalizão Mesa de la Unidad Democrática (MUD).

"Queremos que a ditadura deixe o país; que volte a haver liberdade na Venezuela. Por isso estamos aqui", disse à AFP Lizet Morales, que veio de Alicante (sudeste) e segurava um cartaz com um retrato do líder opositor preso Leopoldo López e a frase "Leopoldo Liberdade Já".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.