Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Ban viajará à região para expressar solidariedade para com os israelenses e palestinos em meio à mais recente crise na Faixa de Gaza.

(afp_tickers)

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, parte neste sábado rumo ao Oriente Médio para se reunir com israelenses e palestinos, informou nesta sexta-feira um alto funcionário em uma reunião de emergência do Conselho de Segurança.

O subsecretário-geral para assuntos políticos da ONU, Jeffrey Feltman, afirmou que Ban viajará à região para expressar solidariedade para com os israelenses e palestinos em meio à mais recente crise na Faixa de Gaza.

A visita do chefe da ONU ajudará israelenses e palestinos, "em coordenação com atores regionais e internacionais, a acabar com a violência e buscar uma saída", afirmou Feltman.

O funcionário reiterou os apelos das Nações Unidas para um cessar-fogo imediato entre Israel e o grupo radical palestino Hamas.

"A menos que nos concentremos nas causas originais da escalada atual, esta violência terrível se repetirá uma e outra vez", afirmou.

"Quando for restabelecida a calma, é imperativo abordar as causas subjacentes", acrescentou, mencionando o contrabando de armas, a reabertura dos pontos de travessia de Gaza e a governança palestina.

Os soldados israelenses, apoiados por tanques e pela aviação, prosseguiam com sua ofensiva terrestre e começaram a destruir nesta sexta-feira os túneis utilizados pelo Hamas em Gaza.

O Conselho de Segurança da ONU se reuniu em caráter de emergência para discutir a situação, enquanto o presidente americano, Barack Obama, disse temer "pela perda de muitas vidas inocentes".

Cerca de 280 palestinos morreram e mais de 2.000 ficaram feridos desde o início da ofensiva de Israel, há 11 dias, contra a Faixa de Gaza com o objetivo de impedir os disparos de foguetes a partir do território. Do lado israelense, um soldado e um civil morreram.

AFP