Navigation

Chefe de aldeia indiana suspeito de ordenar estupro de menina

Jovem indiana participa de protesto contra estupros em Hyderabad, em 13 de setembro de 2013. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 11. julho 2014 - 11:31
(AFP)

A polícia indiana deteve o chefe de uma aldeia do estado de Jahrkhand (leste) por ordenar o estupro de uma menina de 11 anos em represália pelo comportamento de seu irmão, anunciou nesta sexta-feira a polícia.

Os exames médicos confirmaram a agressão sexual contra a menina, segundo a polícia deste estado. O irmão da vítima havia sido acusado anteriormente de agredir uma vizinha em outra aldeia do distrito de Bokaro.

Esta vizinha e seu marido se queixaram a um dos líderes da aldeia. Ele sugeriu que o homem estuprasse a irmã ou a filha do suposto agressor em represália.

"Eles a levaram à floresta e a estupraram", declarou a mãe de menina à rede de televisão CNN-IBN.

"Todos os moradores vieram, mas ninguém fez nada. Choramos, pedimos ajuda, mas ninguém fez nada", acrescentou.

A polícia deteve o marido da vizinha pelo estupro e o chefe local por ordená-lo. O irmão da vítima, de uma casta considerada inferior, também foi detido pela tentativa inicial de agressão.

Desde o fim de 2012, quando uma estudante morreu após um estupro coletivo, as agressões sexuais comovem os habitantes da Índia, onde a lei contra este tipo de crime foi endurecida nos últimos meses.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.