Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Fábrica de vidro na província chinesa de Hunan

(afp_tickers)

A China registrou no segundo trimestre um crescimento econômico inesperado de 7,5%, anunciou nesta quarta-feira o Escritório Nacional de Estatísticas (BNS), o que representa uma leve alta após a desaceleração de 7,4% no trimestre anterior.

De abril a junho, a progressão do Produto Interno Bruto (PIB) da segunda maior economia mundial foi superior às previsões dos analistas.

Após o crescimento de 7,7% em 2012, resultado repetido em 2013, Pequim estabeleceu como objetivo 7,5% para 2014, o que seria a menor taxa em quase 25 anos.

O governo chinês adotou a partir de abril medidas para estimular a atividade, com investimentos em infraestruturas, reduções fiscais e diminuição do nível de reservas obrigatórias dos bancos que oferecem créditos às pequenas empresas.

A produção registrou um avanço considerável, com alta de 9,2% em junho em ritmo anual.

AFP