Navigation

Cidade do México implementa uso obrigatório de máscaras por COVID-19

Músico usa máscara facial em cemitério de Iztapalapa na Cidade do México afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 26. abril 2020 - 20:05
(AFP)

A prefeita da Cidade do México, Claudia Sheinbaum, anunciou neste domingo (26) que o uso de máscaras faciais em espaços públicos será obrigatório a partir de segunda-feira, como medida para conter a propagação do novo coronavírus na capital.

"Há muitas pessoas que, como sabemos, podem estar infectadas com este vírus e que são assintomáticas, por isso é importante que usemos máscaras", afirmou Sheinbaum em seu relatório de saúde diário.

A prefeita destacou que, embora não vá haja previsão de multas para quem não usar a máscara, seu governo exige dos cidadãos que usem sempre o acessório já que a capital enfrenta a etapa mais crítica da pandemia, com uma escassez de equipamento médico e sem leitos disponíveis nos hospitais.

Sheinbaum explicou que existem estudos científicos que demonstram que o uso de máscaras reduz a possibilidade de contágios, evitando a saturação dos hospitais.

Antes das autoridades da Cidade do México, estados do nordeste do país como Sonora, Tamaulipas, Coahuila e Nuevo León declararam obrigatório o uso de máscaras desde o início de abril.

O México registrou até este sábado 13.842 casos positivos de COVID-19 e 1.305 mortes. Deste total, 3.764 casos e 1.440 mortos correspondem à capital, segundo dados do governo.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.