Navigation

Cineasta russo vai dirigir adaptação de Odisseia para Hollywood

Fiódor Bondarchuk dirigiu 'Stalingrado', um dos filmes de maior orçamento da história do cinema russo desde o fim da União Soviética, e o primeiro longa-metragem não americano rodado com tecnologia Imax. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 04. julho 2014 - 15:19
(AFP)

O cineasta russo Fiódor Bondarchuk, diretor de "Stalingrado" e filho do cineasta soviético Serguei Bondarchuk, que recebeu um Oscar por "Guerra e Paz" em 1969, rodará uma superprodução em Hollywood, uma adaptação da Odisseia de Homero.

"A Warner Bros escolheu Fiódor para dirigir 'Odysseus', uma epopeia de grande espetátulo", informou à AFP um dos produtores do filme, Michael Schlicht.

O roteirista Jeremy Doner ficará responsável pelo roteiro do filme, que conta o retorno de Ulisses a sua terra natal, Ítaca, após a guerra de Troia, uma viagem em que ele encontra vários personagens mitológicos.

"O talento de Fiódor Bondarchuk contribuiu para a escolha da Warner Bros", afirmou Schlicht.

"Stalingrado", um dos filmes de maior orçamento da história do cinema russo desde o fim da União Soviética (30 milhões de dólares em parte financiados pelo governo russo), foi o primeiro longa-metragem não americano rodado com tecnologia Imax.

O filme, que conta a relação de uma soviética com um oficial nazista, com combates espetaculares de pano de fundo, utiliza muitas imagens digitais (CGI).

"Todo a equipe de CGI de 'Odisseia' será russa", confirmou o produtor, antes de afirmar que dois astros americanos participarão no filme.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.