Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Fiódor Bondarchuk dirigiu 'Stalingrado', um dos filmes de maior orçamento da história do cinema russo desde o fim da União Soviética, e o primeiro longa-metragem não americano rodado com tecnologia Imax.

(afp_tickers)

O cineasta russo Fiódor Bondarchuk, diretor de "Stalingrado" e filho do cineasta soviético Serguei Bondarchuk, que recebeu um Oscar por "Guerra e Paz" em 1969, rodará uma superprodução em Hollywood, uma adaptação da Odisseia de Homero.

"A Warner Bros escolheu Fiódor para dirigir 'Odysseus', uma epopeia de grande espetátulo", informou à AFP um dos produtores do filme, Michael Schlicht.

O roteirista Jeremy Doner ficará responsável pelo roteiro do filme, que conta o retorno de Ulisses a sua terra natal, Ítaca, após a guerra de Troia, uma viagem em que ele encontra vários personagens mitológicos.

"O talento de Fiódor Bondarchuk contribuiu para a escolha da Warner Bros", afirmou Schlicht.

"Stalingrado", um dos filmes de maior orçamento da história do cinema russo desde o fim da União Soviética (30 milhões de dólares em parte financiados pelo governo russo), foi o primeiro longa-metragem não americano rodado com tecnologia Imax.

O filme, que conta a relação de uma soviética com um oficial nazista, com combates espetaculares de pano de fundo, utiliza muitas imagens digitais (CGI).

"Todo a equipe de CGI de 'Odisseia' será russa", confirmou o produtor, antes de afirmar que dois astros americanos participarão no filme.

AFP