Navigation

Colômbia se mantém como maior cultivador mundial de folha de coca

Um camponês caminha em campo de coca, em Vallenato, área rural do municipio de Tumaco, departamento de Nariño, na Colômbia, em 10 de novembre de 2018. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 02. agosto 2019 - 19:26
(AFP)

Os cultivos de folha de coca tiveram uma redução de 1,2% na Colômbia em 2018, mas o país se mantém como principal semeador mundial da matéria-prima da cocaína - informou a ONU nesta sexta-feira (2).

"A área semeada com coca para corte do ano passado teve uma ligeira redução, ao passar de 171.00 hectares (em 2017) para 169.000 hectares" no ano passado, disse o representante na Colômbia do Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (Onudc), Pierre Lapaque, falando da Casa de Nariño, sede da presidência, em Bogotá.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.