Navigation

Com queda de avião na Ucrânia, petróleo fecha em alta

As reservas de petróleo subiram claramente menos do que o previsto na semana passada nos Estados Unidos afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 17. julho 2014 - 22:43
(AFP)

Os preços do petróleo avançaram nesta quinta-feira após a queda do avião no leste da Ucrânia, levantando temores de uma escalada da crise no país.

O barril de "light sweet crude" (WTI) para entrega em agosto subiu 1,99 dólares, fechando a 103,19 dólares na New York Mercantile Exchange.

Em Londres, Brent do Mar do Norte para entrega em setembro avançou 72 centavos, a 107,89 dólares o barril.

A queda de um avião da Malaysia Airlines na Ucrânia, causou instabilidade nos mercados ocidentais nesta quinta-feira.

O governo ucraniano e os insurgentes pró-russos trocaram acusações sobre a queda da aeronave. Kiev afirma que o avião foi abatido em um ataque terrorista.

Comentários atribuídos a um comandante rebelde sugerem que um de seus homens derrubou o avião comercial por engano, pensando ser um avião de transporte de armamentos do governo ucraniano.

A queda do avião da Malaysia Airlines acontece um dia após o anúncio de Estados Unidos e União Europeia sobre a adoção de sanções mais rígidas contra Moscou. Os russos responderam revoltados às sanções, chamando-as de "chantagem" e ameaçando com retaliações.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.