Navigation

Confrontos a poucos quilômetros da casa do primeiro-ministro do Paquistão

Durante a noite, as forças de segurança realizaram um ataque contra um refúgio de supostos insurgentes situado em Raiwind, bairro dos arredores de Lahore onde o primeiro-ministro conta com uma residência particular. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 17. julho 2014 - 13:18
(AFP)

A polícia paquistanesa e supostos insurgentes trocaram tidos tiros durante várias horas nesta quinta-feira a poucos quilômetros da residência particular do primeiro-ministro do Paquistão, Nawaz Sharif, que autorizou no mês passado uma ofensiva contra os talibãs.

Durante a noite, as forças de segurança realizaram um ataque contra um refúgio de supostos insurgentes situado em Raiwind, bairro dos arredores de Lahore (leste) onde o primeiro-ministro conta com uma residência particular.

"A polícia realizou um ataque depois de receber informações sobre a presença de insurgentes e estes últimos responderam", declarou à AFP Malik Owais, um funcionário da polícia local.

Ao menos um agente e um insurgente perderam a vida nestes confrontos, indicaram autoridades.

A polícia paquistanesa não informou nesta quinta-feira se os homens que abriram fogo contra as forças de ordem pertencem ao movimento sunita ultraconservador Tablighi Jamaat, que tem seu quartel-general neste setor, ou aos talibãs.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.