Navigation

Cosmonautas russos serão vacinados contra covid-19

Nave Soyuz MS-17 voa rumo à Estação Espacial Internacional pouco depois de decolar do cosmódromo russo de Baikonur, no Cazaquistão, em 14 de outubro de 2020 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 09. dezembro 2020 - 12:46
(AFP)

Os cosmonautas russos receberão a vacina contra a covid-19 - anunciou a agência espacial russa Roskosmos nesta quarta-feira (9), acrescentando que a vacinação da próxima tripulação da Estação Espacial Internacional (ISS) ainda não foi decidida.

"Membros do corpo de cosmonautas e o pessoal do centro de treinamento de cosmonautas estarão entre os primeiros a serem vacinados" com a vacina russa Sputnik V, disse o diretor da Roskosmos, Dmitri Rogozin, por meio de sua assessoria de imprensa.

O Sputnik V "desempenhará um papel importante na segurança biológica do programa espacial russo", declarou o ministro russo da Saúde, Mikhail Murashko, em um comunicado do Fundo Soberano Russo (RDIF), que financiou o desenvolvimento da vacina.

De acordo com a assessoria da Roskosmos, a decisão sobre a vacinação "deve ser tomada pela Agência Federal Russa de Biomedicina (FMBA)".

Composta por Oleg Novitsky, Pyotr Dubrov e Sergei Korsakov, a próxima tripulação russa da ISS decolará do Cosmódromo de Baikonur em abril de 2021.

No final de setembro, os cosmonautas russos a bordo da estação orbital, Sergei Rizhikov e Sergei Kud-Sverchkov, afirmaram que não tinham a intenção de se vacinar contra a covid-19, devido à incerteza sobre a confiabilidade da vacina.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?