Navigation

Declarada emergência por surto de sarampo no noroeste dos EUA

Um funcionário de saúde segura uma vacina contra o sarampo na Indonésia afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 25. janeiro 2019 - 22:53
(AFP)

Foi declarado um estado de emergência nesta sexta-feira (25) no estado de Washington, no noroeste dos Estados Unidos, após um surto de sarampo que afetou 26 pessoas, em sua maioria crianças.

O governador, Jay Inslee, explicou em um comunicado que sua decisão obedecia ao "risco extremo para a saúde pública" representado por esta doença altamente contagiosa e que pode ser fatal.

O surto começou em Portland, Oregon, no fim do ano, e rapidamente se expandiu aos condados vizinhos de Clark e King, em Washington.

A maioria dos pacientes é de crianças que foram vacinadas, indicaram as autoridades, acrescentando que os pacientes estiveram em escolas, igrejas, consultórios médicos e lojas, e que o surto ainda pode estar em seu estado inicial.

O sarampo pode causar diarreia grave, pneumonia, perda de visão e morte.

A Organização Mundial da Saúde alertou em novembro que os casos de sarampo no mundo tinham aumentado 30% em 2017 em comparação com o ano anterior, em parte porque as crianças não estão sendo vacinadas.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.