Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Junho) Feira de empregos em Chicago, Illinois

(afp_tickers)

A economia dos Estados Unidos gerou postos de trabalho em julho, em um ritmo mais fraco do que o previsto, enquanto a taxa de desemprego subiu levemente, a 6,2%, contra 6,1% em junho.

O departamento do Trabalho informou nesta sexta-feira a criação de 209.000 empregos em julho, quando os analistas esperavam em média 220.000 novos postos.

A taxa de desemprego em julho subiu apenas 0,1 ponto percentual, para 6,2%, em relação ao mês anterior, ainda perto de seu nível mais baixo desde outubro de 2008 e bem abaixo dos 7,9% registrados no início de 2013.

Os novos postos de trabalho criados foram distribuídos nas áreas de construção, manufatura, serviços profissionais e setores de varejo, enquanto que 11.000 empregos foram criados no setor público.

No entanto, o número de desempregados aumentou em 200.000, situando-se em 9,67 milhões, em parte devido ao aumento constante do número de americanos em idade de trabalho, bem como o retorno de milhares de pessoas que deixaram o mercado de trabalho e não eram contabilizadas como desempregados.

AFP