Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Operação de busca de sobreviventes de deslizamento em Hiroshima, em 22 de agosto de 2014

(afp_tickers)

Os vários deslizamentos de terra registrados esta semana em Hiroshima (sudoeste do Japão) deixaram 50 mortos e 38 desaparecidos.

Quase 3.000 agentes trabalham nas tarefas de resgate, auxiliados por vários voluntários, segundo as autoridades.

O número de mortos aumenta a cada dia, mas a busca por vítimas não consegue avançar e a esperança de encontrar sobreviventes é mínima.

A chuva voltou a afetar a região durante a madrugada e as operações de resgate foram suspensas para evitar uma nova catástrofe.

Durante chuvas torrenciais, entre 30 e 50 deslizamentos de terra foram registrados na madrugada de terça-feira para quarta-feira, atingindo casas, moradores e veículos.

Os bairros mais afetados nos distritos de Asaminami e Asakita, ao norte de Hiroshima, foram desocupados e mais de mil habitantes foram levados para abrigos públicos.

AFP