Navigation

Diretor do Programa Mundial de Alimentos da ONU chega à Venezuela

(Arquivo) O diretor do Programa Mundial de Alimentos da ONU, David Beasley, segura medalha do Prêmio Nobel da Paz na sede do programa em Roma, Itália, em 10 de dezembro de 2020 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 18. abril 2021 - 23:51
(AFP)

O diretor executivo do Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas, o americano David Beasley, chegou à Venezuela neste domingo (17), informaram as autoridades, em um momento em que o país caribenho vive uma grave crise que dispara os níveis de pobreza.

Beasley "acaba de chegar à Venezuela para uma visita de trabalho" na qual "assinaremos importantes alianças e acordos de ação para a segurança alimentar dos venezuelanos", disse o presidente Nicolás Maduro na televisão estatal.

O presidente socialista, que anunciou que se reunirá com o dirigente do PMA na segunda-feira, não deu detalhes sobre esses acordos. O Ministério de Relações Exteriores noticiou, entretanto, um encontro entre o chanceler Jorge Arreaza e Beasley na sua chegada ao país.

A Venezuela está atolada na pior crise econômica de sua história moderna, com hiperinflação, sete anos de recessão e sanções financeiras lideradas pelos Estados Unidos para tentar tirar Maduro do poder.

Quatro em cada cinco venezuelanos não têm renda suficiente para cobrir a cesta básica, segundo a Pesquisa Nacional de Condições de Vida, realizada pelas principais universidades do país.

A oposição celebrou a visita de Beasley, considerando-a "um passo importante para aumentar a resposta humanitária na Venezuela e a atenção à população".

“Agradecemos ao Programa Mundial de Alimentos por suas gestões e esforços para iniciar as operações no país”, escreveu Miguel Pizarro, representante do líder da oposição Juan Guaidó, no Twitter.

Guaidó é reconhecido como presidente da Venezuela por 50 países, mas Maduro mantém o controle político e territorial do país.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?