Navigation

Diretor italiano anuncia filme sobre o papa Francisco

Luchetti, de 54 anos, é conhecido por longas-metragens que tentam despertar a simpatia do público. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 17. julho 2014 - 12:17
(AFP)

O diretor de cinema italiano Daniele Luchetti anunciou em uma entrevista ao canal RAI2 que começará a rodar em outubro, na Argentina, um filme sobre a vida do papa Francisco.

Este será o primeiro filme sobre o primeiro papa latino-americano da história.

Luchetti, de 54 anos, diretor de filmes como "Meu irmão é filho único", exibido em 2007 no Festival de Cannes, é conhecido por longas-metragens que tentam despertar a simpatia do público, mas já dirigiu filmes de teor político como "Portaborse", sobre a corrupção.

"Quero contar a vida de (Jorge) Bergoglio antes de virar papa", disse.

O cineasta, que se considera um laico seduzido pelas posições abertas do pontífice, começará a rodar o longa em meados de outubro na Argentina.

Ao ser questionado sobre o ator que poderia interpretar o papel do primeiro jesuíta que chegou ao trono de Pedro, Luchetti mencionou o argentino Rodrigo de la Serna.

"Eu entrei em contato com ele, é um ator muito bom, fez 'Diários de Motocicleta'", comentou.

O ator, de 39 anos, ganhou reconhecimento internacional em 2004 por sua magnífica interpretação de Alberto Granado no filme 'Diários de Motocicleta', dirigido pelo brasileiro Walter Salles.

O filme mostra a vida do revolucionário Ernesto Che Guevara, interpretado pelo mexicano Gael García Bernal, antes de virar 'Che'.

Luchetti contou que, além do filme, pretende elaborar uma versão em capítulos para ser exibida na televisão.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.