Navigation

Dois corpos são encontrados em loja incendiada em protestos no Chile

Manifestantes protestam contra governo Sebastián Piñera, em Santiago, 20 de dezembro de 2019 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 21. dezembro 2019 - 20:38
(AFP)

Dois corpos carbonizados foram encontrados em uma loja de Valparaíso (oeste), incendiada durante a crise social que deixou 26 mortos no Chile, desde seu início em meados de outubro - informou a polícia neste sábado (21).

Localizada no centro desta cidade portuária, a loja foi incendiada durante um violento protesto no fim de novembro.

Devido ao trabalho dos bombeiros para apagar as chamas que consumiam a loja, ainda não era possível entrar no subsolo do estabelecimento, porque estava inundado.

Com estes dois corpos, chega a 26 o número de mortos desde a explosão da crise social no Chile, há dois meses.

A gerente desta loja de roupas informou à polícia que havia um cadáver no sótão, relatou Christian Becerra, chefe do Laboratório de Criminalística dos Carabineiros. Depois, no subsolo, policiais encontraram um segundo corpo, completou a mesma fonte.

A Polícia e o Serviço Médico Legal (SML) periciaram os corpos e os locais onde foram encontrados. Os resultados das investigações serão entregues ao Ministério Público, e as causas de ambos os óbitos serão divulgadas após as necropsias por parte do SML.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.