Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Uma escola judaica em Copenhague foi atacada por vândalos, que destruíram suas janelas e fizeram pichações nas paredes, em referência ao conflito em Gaza

(afp_tickers)

Uma escola judaica em Copenhague foi atacada por vândalos, que destruíram suas janelas e fizeram pichações nas paredes, em referência ao conflito em Gaza.

"Sabemos que foi escrita uma mensagem política nas paredes, mas não sabemos quem é o responsável", afirmou Jan Hansen, diretor da escola de Carolineskolen.

Entre as mensagem, é possível ler "Sem paz em Gaza" e "Sem paz para os porcos sionistas".

"Há pais que não quiseram enviar seus filhos para a escola hoje e algumas crianças estão muito tristes e com medo, e por isso foram mandadas de volta para casa", acrescentou Hansen.

A escola, fundada en 1805, é considerada a escola judaica mais antiga do mundo ainda em funcionamento.

O aumento dos ataques antissemitas na Dinamarca levou os políticos locais a organizar na semana passada uma "marcha pela kipá" em apoio aos direitos dos judeus de não ter de esconder sua religião.

AFP