Navigation

EUA acredita em apoio internacional a Guaidó como presidente interino da Venezuela

Juan Guaidó, líder venezuelano da oposição autoproclamado presidente interino da Venezuela, durante coletiva de imprensa em Caracas, em 17 de junho de 2020 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 04. agosto 2020 - 18:15
(AFP)

Um funcionário do governo americano disse nesta terça-feira que está confiante de que os principais países continuarão a reconhecer Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela, mesmo com a possibilidade de que o líder da oposição venezuelana seja deixado de lado nas eleições legislativas de dezembro.

"Existem cerca de 60 países que reconheceram Guaidó (como presidente encarregado da Venezuela) e espero que todos eles, e entraremos em contato com aqueles que ainda não tenham se comunicado, continuem a reconhecê-lo e não reconheçam essa eleição fraudulenta", disse o diplomata do governo Donald Trump para assuntos venezuelanos, Elliott Abrams, ao Comitê de Relações Exteriores do Senado dos Estados Unidos.

Os Estados Unidos e cerca de 60 países ocidentais e latino-americanos deixaram de reconhecer o governo do presidente de esquerda Nicolás Maduro após acusações extensivas de fraude nas eleições de 2018.

A presidência autoproclamada por Guaidó em janeiro de 2019 depende de sua condição de chefe parlamentar, mas a oposição teme que as eleições legislativas convocadas para o próximo dia 6 de dezembro sob uma autoridade eleitoral liderada pelo governo Maduro levem inevitavelmente ao fim desse mandato.

Abrams, que defende a saída de Maduro do poder, disse que os Estados Unidos apoiarão Guaidó, independentemente do resultado da eleição, e previu que outros países farão o mesmo.

"Essa eleição corrupta não vai mudar a condição de Guaidó e não acho que eles possam encontrar alguém na liderança da oposição que diga o contrário", acrescentou.

Os principais partidos da oposição na Venezuela concordaram em não participar das eleições parlamentares de 6 de dezembro, depois de considerar que o processo é uma "fraude".

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.