Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Pacotes com cocaína

(afp_tickers)

O Departamento americano do Tesouro anunciou nesta quinta-feira sanções contra duas empresas imobiliárias vinculadas a Abigail González Valencia, líder del cartel mexicano Los Cuinis.

A partir das sanções, estas empresas têm agora proibido estabelecer relações comerciais com contrapartes americanos e eventuais bens que possuam nos Estados Unidos fiquem congelados.

As penas por violar a norma podem alcançar 10 milhões de dólares para corporações e penas de até dez anos de prisão para alguns indivíduos.

As duas empresas, Yorv Inmobiliaria e Grupo Segtac, são proprietárias de centros comerciais nos estados mexicanos de Jalisco (oeste) e Quintana Roo (leste), respectivamente.

Estas empresas foram criadas para "burlar" as sanções impostas pelo Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Tesouro (OFAC) a outras imobiliárias que administravam originalmente os centros comerciais, indicou o Tesouro.

"O OFAC continuará apontando a novas empresas de fachada que foram criadas ou cooptadas com o fim de esconder os interesses de González Valencia, Los Cuinis ou seus aliados para evadir sanções", disse seu diretor, John Smith.

Los Cuinis e González Valencia foram oficialmente apontados como narcotraficantes pelo Tesouro em abril de 2015.

González Valencia foi capturado no México em fevereiro de 2015.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP