Navigation

Evo Morales participa de combate a incêndios na Bolívia

Presidente boliviano Evo Morales combatendo fogo nos arredores de Charagua, na fronteira amazônica com o Paraguai, em 29 de agosto de 2019 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 29. agosto 2019 - 22:28
(AFP)

O presidente boliviano, Evo Morales, voltou a se unir às brigadas que tentam, há duas semanas, apagar o incêndio florestal em Santa Cruz (leste do país), que já consumiu 1,2 milhão de hectares de floresta e pastos.

O governante indígena, que tem experiência nesta tarefa desde sua época de agricultor, já fez um trabalho similar nesta semana, em meio a fortes críticas de opositores, que apontam para uma estratégia eleitoreira.

Morales é o favorito nas pesquisas para garantir um quarto mandato sucessivo nas eleições gerais de outubro, embora as tendências indiquem que haverá segundo turno.

Trajando calça preta e camisa branca de manga curta, o mandatário usou equipamentos para apagar as chamas na região de Charagua, perto da fronteira com o Paraguai, aonde chegou nesta quinta.

Diante do forte cheiro de fumaça, o presidente começou a usar uma máscara.

O governo informou que as chamas consumiram 1,2 milhão de hectares de florestas e pastos na Amazônia e no Pantanal.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.