Navigation

Exército de Israel destrói casas de suspeitos do sequestro dos jovens

Helicóptero israelense sobrevoa a cidade de Hebron, em 30 de junho de 2014 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 30. junho 2014 - 22:56
(AFP)

O Exército de Israel destruiu nesta segunda-feira à noite as casas dos dois principais suspeitos do sequestro dos três jovens israelenses encontrados mortos em Hebron, no sul da Cisjordânia ocupada, confirmaram testemunhas à AFP.

A casa de Marwane Qawasmeh e de Amer Abu Eisheh, membros do Hamas em Hebron, foram destruídas com explosivos, acrescentaram as fontes consultadas pela AFP.

As organizações de defesa dos direitos humanos advertiram para a retomada desse tipo de prática por parte de Israel, de destruir os bens de autores de atentados. De acordo com elas, é a primeira vez que isso acontece desde 2005.

Fontes militares israelenses relataram à AFP que o Exército havia derrubado a porta da casa de Marwane Qarasmeh, mas o imóvel continua de pé. Não foram dadas informações sobre a outra residência.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?