Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Soldado israelense organiza munições em 31 de julho de 2014 na fronteira com a Faixa de Gaza

(afp_tickers)

O exército israelense mobilizou 16.000 reservistas adicionais, elevando seu número de efetivos a 86.000 em meio ao prosseguimento da ofensiva militar contra a Faixa de Gaza que começou no dia 8 de julho, anunciou nesta quinta-feira um porta-voz militar.

"O exército lançou 16.000 ordens de mobilização suplementares com o objetivo de permitir dar um alívio às tropas que se encontram em terra, o que eleva o total de efetivos de reservistas a 86.000", declarou o porta-voz.

O gabinete de segurança, reunido na quarta-feira durante cinco horas, decidiu por unanimidade prosseguir com os ataques contra alvos terroristas do Hamas e as operações realizadas para neutralizar os túneis cavados pelo movimento islamita entre a Faixa de Gaza e o território israelense, indicou a rádio pública.

Uma nova reunião deste gabinete, integrado por oito ministros, está prevista para a tarde desta quinta-feira, disse a rádio.

Citado por ela, um general encarregado das operações no setor do reduto palestino disse que a destruição dos túneis seria apenas uma questão de dias.

AFP