Navigation

Ex-presidente colombiano Álvaro Uribe testa positivo para a COVID-19

O ex-presidente colombiano (2002-2010), Álvaro Uribe, dirige-se a simpatizantes de seu partido Centro Democrático, em Bogotá, 8 de outubro de 2019 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 05. agosto 2020 - 21:00
(AFP)

Álvaro Uribe, o ex-presidente e mentor político do presidente colombiano, Iván Duque, testou positivo para o novo coronavírus um dia depois de a Suprema Corte ordenar sua prisão domiciliar, informou seu partido nesta quarta-feira (5).

Uribe, de 68 anos, contraiu a COVID-19, "mas está bem de saúde", informou à AFP o Centro Democrático, partido político do qual é líder.

Desde cedo, veículos de imprensa locais especularam sobre seu estado de saúde, após uma junta médica entrar na fazenda El Ubérrimo, onde Uribe se encontra, no departamento de Córdoba (norte).

O anúncio foi feito em meio ao terremoto político gerado pela ordem de detenção do ex-presidente, que governou o país entre 2002 e 2010.

Na terça-feira, a Corte Suprema ordenou a prisão domiciliar de Uribe, enquanto o investiga e decide se o convoca a depor em juízo por manipular testemunhas contra um legislador da oposição.

Uribe, que sempre alegou inocência e tem um sólido apoio popular pela linha dura com que combateu as guerrilhas de esquerda, poderia ser julgado por suborno e fraude processual, crimes que são punidos com oito anos de prisão, em média.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.