Navigation

Ex-presidente da Argentina Fernando de la Rúa morre em Buenos Aires

O ex-presidente argentino (1999-2001) Fernando De La Rua diante da Corte Federal da Argentina, em Buenos Aires, no dia 23 de dezembro de 2013. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 09. julho 2019 - 12:04
(AFP)

O ex-presidente da Argentina Fernando de la Rúa (1999-2001) morreu na madrugada desta terça-feira, aos 81 anos, anunciou o presidente Mauricio Macri em uma mensagem no Twitter em que menciona a trajetória democrática de seu colega.

De la Rúa foi hospitalizado na segunda-feira à noite na Clínica Fleming em Buenos Aires em função de uma falência cardíaca e renal.

De la Rúa, do partido União Radical Cívica, não conseguiu completar seu mandato e renunciou em 2001, em meio à pior crise econômica e política da Argentina.

Sua morte neste 9 de julho coincide com o a comemoração da independência da Argentina.

Ele será velado no Congresso a partir da tarde.

De la Rúa já havia sido hospitalizado no início do ano para ser submetido a uma cirurgia por um quadro cardiovascular delicado.

Após uma longa convalescença, foi novamente hospitalizado em maio devido a uma complicação renal.

A última vez que ele apareceu em público foi como convidado no jantar de gala que o governo ofereceu no Teatro Colón em novembro passado como parte da cúpula do G-20.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.