Navigation

Facebook bane contas de grupo de extrema direita dos EUA

O Facebook anunciou o banimento de contas do grupo de extrema direita Patriot Prayer afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 04. setembro 2020 - 23:11
(AFP)

O Facebook anunciou nesta sexta-feira (4) que removeu de sua plataforma e do Instagram as contas do grupo de extrema direita norte-americano Patriot Prayer, envolvido na violência que afeta a cidade de Portland há semanas.

Na maior cidade do estado de Oregon, manifestantes protestam continuamente contra a brutalidade policial desde a morte de George Floyd, homem negro sufocado até a morte por um policial branco em Minneapolis no final de maio.

No entanto, por semanas, apoiadores do presidente Donald Trump, incluindo membros de grupos supremacistas como os Proud Boys e o Patriot Prayer, confrontaram regularmente os ativistas do movimento antirracista Black Lives Matter.

Um integrante do Patriot Prayer foi baleado e morto no sábado. O suspeito pelo crime, que afirmava ser "100% Antifa", morreu cinco dias após ser detido pelas forças federais.

Segundo o Facebook, as páginas do grupo de extrema direita foram retiradas do ar em conformidade com uma atualização recente de seus regulamentos destinados a conter a disseminação de movimentos que incitam ao ódio e à violência.

Em meados de agosto, a gigante das redes sociais baniu ou impôs restrições a milhares de contas de extrema direita, em particular ligadas ao movimento QAnon, um conjunto de teorias da conspiração propagadas principalmente por partidários de Trump.

“Vimos crescer movimentos que, mesmo que não organizem diretamente a violência, celebrem atos violentos, mostram que têm armas e sugerem que as usarão, ou têm seguidores suscetíveis a comportamentos violentos”, explicou a empresa em nota à imprensa.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.