Navigation

Facebook desenvolve ferramentas para lutar contra o assédio on-line

O Facebook começou a lançar "novas ferramentas" para ajudar os usuários a pôr fim ao assédio e bullying on-line, que afeta especialmente os jovens afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 02. outubro 2018 - 20:11
(AFP)

O Facebook começou a lançar "novas ferramentas" para ajudar os usuários a pôr fim ao assédio e bullying on-line, que afeta especialmente os jovens, anunciou a empresa nesta terça-feira (2).

Estas "ferramentas e programas" devem ajudar as pessoas "a controlar melhor as experiências indesejadas, ofensivas ou nocivas", explicou em um dos blogs do grupo o responsável do tema no Facebook, Antigone Davis.

Por exemplo, os 2,2 bilhões de usuários poderão ocultar ou eliminar grupos de comentários ao invés de um por um, disse.

Outra novidade é que agora um usuário poderá informar ao Facebook sobre o assédio a amigos que hesitam em denunciar essas situações.

Além disso, a plataforma está testando a possibilidade de que os usuários busquem ou bloqueiem termos considerados ofensivos que apareçam nos comentários de suas publicações.

Segundo uma pesquisa publicada no fim de setembro, 59% dos adolescentes americanos dizem que são assediados na Internet e 63% dizem que este é um grande problema para os jovens de sua idade.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.