Navigation

Facebook tem queda de lucros por possível multa por uso de dados pessoais

O logotipo do Facebook na tela de um telefone com tela quebrada afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 24. abril 2019 - 22:50
(AFP)

Por causa de sua gestão altamente controversa de dados pessoais, o Facebook espera uma multa recorde de pelo menos US$ 3 bilhões nos Estados Unidos, uma notícia que reduziu pela metade seu lucro líquido no primeiro trimestre.

A rede social, que ainda assim registrou um lucro de US$ 2,4 bilhões no período, estimou que será multada em entre US$ 3 bilhões e US $ 5 bilhões pela Comissão Federal de Comércio dos EUA (FTC) por "práticas de dados do usuário", e disse que considerou isso em seu relatório de lucros.

A comissão quer saber se o Facebook rompeu um acordo que remonta a 2011, segundo o qual a rede social se comprometia a respeitar os dados pessoais e a transparência de seu uso. O regulador iniciou suas investigações depois de que veio à tona, em março de 2018, o escândalo do vazamento de dados para a empresa britânica Cambridge Analytica.

"No primeiro trimestre, estimamos razoavelmente uma perda provável e registramos 3 bilhões de dólares relacionados com a investigação da FTC sobre nossa plataforma e as práticas de dados dos usuários", escreveu o grupo.

"Estimamos que a faixa de perdas neste caso é de entre três e cinco bilhões de dólares. O caso segue pendente e não há certeza sobre a data e os termos finais", afirmou a rede social.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.