Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Festa da Virgem de Zapopan reúne dois milhões de fiéis no México

Ao menos dois milhões de fiéis participam da procissão da Virgem de Zapopan, em Guadalajara, cidade do estado mexicano de Jalisco

(afp_tickers)

Ao menos dois milhões de fiéis celebraram nesta sexta-feira a Virgem de Zapopan, em Guadalajara, cidade do estado mexicano de Jalisco, uma das regiões do país mais afetada pela violência.

À virgem de Zapopan são atribuídos diversos milagres, e sua imagem percorre igrejas, capelas, colégios e hospitais de Guadalajara durante todo o ano.

Em cadeiras de rodas, apoiados em muletas ou descalços, fiéis de todo o México e do exterior acompanharam a imagem da Virgem em procissão para pedir ou agradecer as graças recebidas.

Como ocorre há 284 anos, a virgem percorreu os oito quilômetros entre a Catedral de Guadalajara e o seu santuário, no vizinho município de Zapopan.

Este ano, a brutal violência que atinge o estado de Jalisco foi parte involuntária da romaria.

"Chega de fazermos o mal, chega de mortes injustas. O sangue dos muitos que tiveram sua vida arrebatada de forma injusta e violenta está clamando pela vingança do céu. Chega em nome de Deus", disse o Arcebispo de Guadalajara, José Francisco Robles.

A violência em Guadalajara, a segunda maior cidade do México, explodiu em março do ano passado após uma divisão interna no cartel Nova Geração, um dos mais poderosos do narcotráfico no México.

A tradição da romaria da Virgem de Zapopan nasceu em 1734, quando ocorreram inundações e epidemias em Guadalajara.

O povo pediu que a imagem fosse trazida de Zapopan para ajudar a cidade, e diante da graça recebida a Virgem recebeu o título de Padroeira de Guadalajara.

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.