Navigation

Francisco denuncia 'cumplicidade' inexplicável da Igreja com padres pedófilos

O pontífice também reconheceu que a dor e os suicídios de vítimas de abusos sexuais pesam sobre ele próprio e sobre toda a Igreja. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 07. julho 2014 - 12:44
(AFP)

O papa Francisco denunciou a cumplicidade inexplicável da Igreja com padres pedófilos durante uma missa nesta segunda-feira no Vaticano que contou com a presença de um grupo de vítimas de abusos sexuais cometidos por religiosos.

"Há tempos sinto no coração a profunda dor, o sofrimento, tanto tempo oculto, tanto tempo dissimulado com uma cumplicidade que não, não tem explicação", declarou em uma comovente homilia durante a qual pediu várias vezes perdão.

O pontífice também reconheceu que a dor e os suicídios de vítimas de abusos sexuais pesam sobre ele próprio e sobre toda a Igreja.

"Alguns sofreram inclusive a terrível tragédia do suicídio de um ente querido. As mortes destes filhos tão amados de Deus pesam no coração e consciência, minha e de toda a Igreja", afirmou o Papa argentino.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.