Navigation

GB nega visto a autoridades russas que queriam participar de salão aeronáutico

(2012) Avião de fabricação russa faz uma demonstração no salão de Farnborough afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 12. julho 2014 - 14:49
(AFP)

A embaixada russa em Londres lamentou neste sábado a negativa de Grã-Bretanha de conceder vistos aos representantes do governo russo que queriam comparecer ao salão aeronáutico de Farnborough, uma decisão tomada com base nas sanções pela crise na Ucrânia.

"O ministério de Indústria e do Comércio, a Agência Espacial Russa, a Agência Federal de Transporte aéreo e dezenas de companhias russas haviam previsto enviar representantes ao salão", informou a embaixada, que pediu explicações urgentes ao ministério britânico das Relações Exteriores.

Contactada pela AFP, o Foreign Office informou que "nenhum representante do governo russo" foi convidado para o salão "por causa das atividades da Rússia na Ucrânia".

Em 18 de março o governo de Londres decidiu suspender a cooperação militar com a Rússia, incluindo as licenças de exportação militar "para desestimular a participação russa em Farnborough", afirmou a chancelaria.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.