Navigation

Google oferece concessões à UE para obter autorização de compra da Fitbit

Relógios conectados afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 29. setembro 2020 - 16:03
(AFP)

O Google ofereceu fazer concessões para acalmar as preocupações da Comissão Europeia (CE) com relação à concorrência por sua compra da Fitbit, especialista em objetos interconectados para atividades físicas, segundo informou o site da CE nesta terça-feira (29).

Em 4 de agosto, o Executivo europeu abriu uma investigação aprofundada sobre este projeto de compra, justificada por seu "medo de que a operação reforce ainda mais a posição do Google nos mercados de publicidade online".

Ao ficar com a Fitbit, o gigante dos serviços de busca da Internet aumentaria ainda mais o volume de dados que dispõe para personalizar sua publicidade.

Como de costume, a Comissão Europeia não deu detalhes sobre quais eram as concessões oferecidas pela empresa norte-americana para obter a autorização do bloco para esta operação.

De acordo com o site da CE, Bruxelas tem até 23 de dezembro para decidir se aprova ou não esta compra. A mesma consultará com clientes e fornecedores do grupo antes de tomar uma decisão.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.