Navigation

Governo e oposição desejam solução negociada na Venezuela, diz Noruega

Juan Guaidó e Nicolás Maduro afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 29. maio 2019 - 18:53
(AFP)

Os representantes do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e de seu rival, Juan Guaidó, querem avançar rumo a uma solução negociada para a crise, afirmou nesta quarta-feira (29) a Noruega, após novas conversações sob seus auspícios.

Pela segunda vez em poucas semanas, as duas delegações se reuniram esta semana na Noruega para encontrar uma solução para a disputa.

"As partes mostraram sua disposição de avançar na busca de uma solução acordada e constitucional para o país, que inclui temas políticos, econômicos e eleitorais", indicou o ministério norueguês das Relações Exteriores em um comunicado.

"A fim de preservar o processo que permita chegar a resultados, solicita-se às partes tomar a máxima precaução em relação à reserva do mesmo, tanto em seus comentários como em suas declarações", acrescentou.

A mediação norueguesa é impopular nas fileiras da oposição e Guaidó afirmou inicialmente que todo diálogo deve desembocar na saída de Maduro e na convocação de eleições.

País anfitrião do prêmio Nobel da paz e onde israelenses e palestinos negociaram os acordos de 1993, a Noruega tem uma longa tradição mediadora, como no bem sucedido processo de paz entre o governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em 2016.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.