Navigation

Grupo de Contato sobre Venezuela apoia Guaidó em disputa com Parra

O líder opositor venezuelano Juan Guaidó afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 09. janeiro 2020 - 16:13
(AFP)

Os países europeus e latino-americanos membros do grupo de contato liderado pela União Europeia (UE) reiteraram nesta quinta-feira seu apoio a Juan Guaidó como presidente do parlamento de oposição da Venezuela, considerando a eleição de Luis Parra ilegítima.

"A eleição de Luis Parra não pode ser considerada legítima ou democrática", diz uma declaração do Grupo Internacional de Contato sobre a Venezuela.

"Apoiamos Juan Guaidó como presidente da Assembléia Nacional", acrescenta a nota.

O líder da oposição jurou na terça-feira como "presidente encarregado" da Venezuela à frente da Assembléia Nacional, depois de ser reeleito chefe parlamentar com os votos de cem deputados da oposição nas instalações de um jornal.

Guaidó forçou a entrada do Palácio Legislativo junto com cem deputados, dois dias depois de ter sido impedido de ser reeleito e que um opositor rival, Parra, se autoproclamou presidente da câmara com apoio chavista.

A presidência do parlamento, o único poder nas mãos da oposição, é fundamental para Guaidó.

Ratificado como presidente do Parlamento da Venezuela, Guaidó convocou assembleias de cidadãos para esta quinta, na tentativa de recuperar o apoio perdido nos últimos meses.

As assembleias programadas para o início da noite serão realizadas no leste de Caracas. Espera-se a presença de alguns deputados da oposição.

Guaidó também convocou "atividades de rua" nesta quinta e sexta-feiras (9 e 10), bem como um protesto no sábado (11) e uma manifestação em direção ao Palácio Legislativo na próxima terça-feira (14).

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.