Navigation

Grupo de Lima faz reunião de emergência sobre a crise na Venezuela

Chanceleres do Grupo de Lima junto Julio Borges (E), enviado de Juan Guaidó, em reunião em Santiago em 15 de abril afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 03. maio 2019 - 12:50
(AFP)

Os ministros das Relações Exteriores do Grupo Lima se reúnem nesta sexta-feira em Lima para avaliar a crise na Venezuela após a insurreição fracassada de um grupo de soldados em apoio ao líder da oposição Juan Guaidó, que o bloco diplomático reconhece como presidente interino.

No encontro, a partir das 15h no Palácio de Torre Tagle, sede do Ministério de Relações Exteriores do Peru, os ministros ou seus representantes abordarão, a portas fechadas, a situação na Venezuela desde Guaidó, que lançou a "Operação Liberdade" na terça-feira para que as forças armadas retirem seu apoio ao presidente Nicolás Maduro para forçar sua renúncia.

A segurança de Guaidó, assim como a do líder da oposição Leopoldo López - libertado na terça-feira de sua prisão domiciliar pelos rebeldes e refugiado na residência do embaixador espanhol em Caracas - é outro dos pontos que serão abordados, disse à AFP uma fonte diplomática do Grupo Lima.

A divulgação de uma declaração é esperada a partir das 12h40 local (13h40 de Brasília), anunciou o Ministério das Relações Exteriores do Peru.

avljc/yow/cn

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.