Navigation

Guatemala pede extradição de ex-presidente do Congresso detido no México

Juan Fuentes Soria (C) junto com o Presidente do congresso Luis Rabbe (D) depois de tomar posse como vice presidente da Guatemala, em 16 de setembro de 2015 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 04. setembro 2018 - 18:50
(AFP)

A Guatemala formalizou nesta terça-feira (4) a solicitação de extradição do ex-presidente do Congresso Luis Rabbé, detido no México em julho por sua ligação em uma trama de corrupção por cargos fictícios, informou a Procuradoria.

"O Ministério Público fez o requerimento ante o tribunal controlador do caso (...) para que o ex-deputado enfrente o processo de extradição para a Guatemala", disse à imprensa Julia Barerra, porta-voz da Procuradoria.

Rabbé, que presidiu o Congresso entre janeiro de 2015 e o mesmo mês de 2016, foi preso em 23 de julho na cidade de Monterrey, no norte do México.

O ex-congressista saiu do país em agosto de 2016 após perder seu foro como deputado e, pouco depois, foi declarado foragido.

Um juiz penal havia expedido uma ordem de captura por sua vinculação em uma trama de cargos ilegais quando presidiu o Parlamento.

Segundo as investigações da Procuradoria, Rabbé é suspeito de autorizar nomeações irregulares para integrantes da junta diretiva do Parlamento, apesar de alguns não cumprirem com os requisitos para o cargo, e criou ao menos 164 vagas fictícias cujos salários foram pagos mensalmente.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.