Navigation

Guatemala sofre com segunda onda de contaminações de covid-19 em plena reabertura

Turistas visitam o Parque Central na Antiga Guatemala, 6 de setembro de 2020 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 07. outubro 2020 - 22:06
(AFP)

A Guatemala atravessa uma segunda onda de contaminações pela covid-19, em um momento em que o país avança com a reabertura da economia, fortemente atingida pela pandemia, informou nesta quarta-feira (7) o presidente guatemalteco, Alejandro Giammattei.

"Já estamos vivendo a segunda onda desta pandemia, porque muitas pessoas relaxaram suas medidas sanitárias", escreveu no Twitter Giammattei, um médico de 64 anos que no domingo anunciou ter superado a covid-19, duas semanas após contrair a doença.

O Ministério da Saúde registrou nesta quarta-feira 834 novos casos e 25 mortes por covid-19, um aumento considerável em relação aos balanços das últimas semanas.

Desde março, a Guatemala, de cerca de 17 milhões de habitantes, acumula 95.704 casos confirmados e 3.335 mortes, uma letalidade de 3,5%.

"Agora, porém, [a covid-19] não nos pegou desprevenidos. Temos uma maior capacidade para testes, mais laboratórios e leitos para atender a população", completou o presidente.

Giammattei tem sido criticado pela oposição e por grupos sociais por seu gerenciamento da crise, diante de denúncias de suposta corrupção e de carências nos hospitais.

Contudo, o governo inicialmente não anunciou o restabelecimento de medidas de restrição da mobilidade da população para conter a segunda onda de contágios.

A Guatemala iniciou em final de junho a reativação gradual das atividades econômicas, paralisadas em março devido à pandemia. Desde início de outubro, com o fim do estado de calamidade, as medidas se tornaram mais flexíveis.

Em 18 de setembro, o país reabriu todas as fronteiras e, desde 1º de outubro, encerrou o toque de recolher. Desde início de outubro, também está permitido o funcionamento de bares, cinemas e outros locais de lazer.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.